{literal}

Ir para: Menu | Conteúdo

Braille


Site me construção. Visite nosso parceiro:
Arco Acessibilidade

Pessoas cegas ou de baixa-visão têm as sensações táteis aguçadas e, especialmente pelas mãos, sentem diferentes relevos. Elas utilizam as mãos como tentáculos e exploram o ambiente em que estão inseridas buscando referências e sensações que gerem segurança e bem-estar. Se atribuirmos a estes relevos formatos e padrões podemos formar uma linguagem tátil. Foi o que pensou e fez Louis Braille.

Louis Braille perdeu a visão aos três anos de idade. Quando tinha 4 anos, ele ingressou no Instituto de Cegos de Paris. Em meados de 1827, aos dezoito anos, virou professor. Incentivado por um sistema de pontos criado por um engenheiro militar a pedido de Napoleão Bonaparte, Louis Braille desenvolveu um sistema de pontos em relevo, que viria a se tornar um padrão universal de leitura para cegos.

Através da formatação e padronização destes relevos criou-se uma linguagem tátil que pode ser decodificada e entendida, gerando informações e orientações. Assim criou-se a Linguagem Braille, conhecida como simplesmente Braille.

Braille, portanto, é um sistema para pessoas cegas poderem ler.

Em 1829, seu método foi publicado. O Sistema Braille é um alfabeto convencional onde cada caracter é indicado por pontos em relevo,pelo qual o deficiente visual distingue usando o tato. Pelos seis pontos salientes, é possível fazer 63 combinações podendo representar letras simples e acentuadas, algarismos, pontuações, notas musicais e sinais algébricos.

Veja mais:
  • Mapa Tátil;
  • Piso Tátil;
  • Placas em Braille.

Página Anterior: Contato
Próxima Página: Mapa do Site

Notícias

10/04/07
O site da Spring possuí conteúdo direcionado exclusivamente para você!
10/03/07
Bem vindo ao novo site da Spring Acessibilidade e Sinalização Visual, totalmente acessível, seguindo os padrões universais de acessibilidade.